...anunciou-se a morte da poesia nestes tempos da pós modernidade... mas a poesia voltou simplesmente ao seu início, à origem mais remota, ao canto, à música...
Segunda-feira, 19 de Abril de 2004
meditação
talvez seja tempo de parar e meditar um pouco no que nos diz a poesia.
fala-se de amor.
fazem-se perguntas.
não se dá respostas.

o amor é antes de mais uma âncora e uma certeza
C'è gente che ha avuto mille cose:
Tutto il bene, tutto il male del mondo

Io ho avuto solo te
E non ti perderò
Non ti lascerò
Per cercare nuove aventure
C'è gente che ama mille cose:
E si perde per le strade del mondo

and i've held your hand through all of these years
but you still have all of me

mas também é certo que se isso é o amor os seus frutos são a dúvida, o ciúme a incerteza
They say that all poets must have and unrequited love
As all lovers must have thought provoking fears

Elas não têm gosto ou vontade
Nem defeito nem qualidade
Têm medo apenas

isto deve-se, muito provavelmente a que num mundo em constante transformação cujos limites e fronteiras são sempre móveis e não lineares, para não falar da inconsistente essencia do próprio ser humano, mutável, imprevisível, incerto, neste mundo as certezas levam à desconfiança.

a receita é de Brel
Il faut oublier
Tout peut s'oublier
Qui s'enfuit déjà
Oublier le temps
Des malentendus
Et du temps perdu
A savoir comment
Oublier ces heures
Qui tuaient parfois
A coup de pourquoi
Le coeur du bonheur

contudo estas são sempre histórias de amores infelizes, de paraísos perdidos porque na sabedoria da marchinha popular

Um grande amor

Tem sempre um triste fim

e é assim só que, no fim de tudo resta a última certeza inabalável: o ser humano só pode viver se amar

Do you recall what was revealed,
The day the music died?
We started singing . . .



Publicado por segismundo_frio às 10:21
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos


pesquisar
 
Outubro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Artigos recentes

O leão ruge esta noite

A decadência

sortuda

Re-habilitação

o fabuloso coro dos bombe...

por uma hora: belo e estú...

Antes

Depois

Baker Street não é só She...

...

Arquivos

Outubro 2008

Outubro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

Fevereiro 2005

Janeiro 2005

Dezembro 2004

Novembro 2004

Outubro 2004

Setembro 2004

Agosto 2004

Julho 2004

Junho 2004

Maio 2004

Abril 2004

blogs SAPO
subscrever feeds